Utilizacao Computadores

Utilizacao Computadores

Alojamento

A utilização dos computadores

Mais importante do que os componentes dos computadores é o que os computadores permitem fazer.

Aplicações ou programas

Existem milhares de programas diferentes e agrupam-se de acordo com a sua principal finalidade. Por vezes tem várias. Existem ainda pacotes de aplicações. O custo dos programas varia muito havendo programas gratuitos e programas que custam muitos milhares de euros.

Os principais tipos são:

  • Sistemas operativos
  • Processadores de texto
  • Folhas de cálculo
  • Bases de dados
  • Programas gráficos
  • Programas Multimédia
  • Jogos
  • Obras de referência e mapas
  • Gestão de informação pessoal
  • Compiladores

Existem ainda um conjunto de programas que podem ser usados na gestão de uma empresa e que são algo diferentes.

Sistemas operativos

imah

O sistema operativo faz parte da ligação entre o computador e o utilizador, assegurando a ligação entre o computador e as aplicações.

O sistema operativo tem por função a gestão da memória, do armazenamento da informação, das comunicações com os periféricos e das comunicações com a rede. Os sistemas operativos trazem também um conjunto de utilitários. Por vezes existem alguns utilitários que são disponibilizados à parte.

O sistema operativo mais difundido é o Windows existindo em várias versões. As que estão mais difundidas actualmente são o Windows 95, 98, Me, 2000 e NT. O Windows 2000 e NT são mais estáveis pois conseguem trabalhar durante mais tempo sem ter falhas. Em contrapartida o sistema que está preparado para trabalhar com maior número de periféricos é o Windows ME.

Existem outros sistemas operativos como o Linux, que tem a particularidade de ser grátis, o Sistema operativo dos Macintosh e sistemas próprios de grandes sistemas.

Os programas são vendidos para funcionar num determinado sistema operativo pelo que noutro sistema operativo tem de recorrer à emulação.

Processadores de texto

Os processadores de texto vieram substituir as máquinas de escrever ao permitirem a criação de vários tipos de documentos. Os documentos podem ser criados, guardados e alterados em qualquer altura. O mais conhecido é o Microsoft Word.

Além dos processadores de texto existem programas chamados de Desktop Publishing ou edição electrónica, que estão vocacionados para a criação de documentos, como por exemplo, jornais e revistas. Nestes programas as fontes utilizadas são guardadas juntamente com o programa o que permite assegurar que o resultado é sempre o mesmo. Exemplos deste tipo de programas é o Adobe Photoshop, o QuarkXpress e o Acrobat Reader.

Os programas que permitem criar página Web funcionam de modo semelhante aos processadores de texto e começa a ser comum que os vários programas permitem gravar os documentos num formato passível de ser visualizado na Internet. Alguns dos programas mais usados são o Front Page, o Dreamweaver e o Adobe Go Live.

Para passar textos para dentro do computador existem programas de reconhecimento óptico de caracteres (OCR) que funcionam em conjunto com “scanners”.   Existem também programas de ICR que permitem reconhecer letras escritas à mão em condições especiais.

Folhas de cálculo

imah

As folhas de cálculo permitem executar cálculos rapidamente e permitem fazer os cálculos mais complexos duma forma automática. São aplicadas em contabilidade, orçamentação, cálculo económico-financeiro, engenharia, etc.

As folhas de cálculo permitem guardar e manipular colunas de números e criar gráficos a partir dos mesmos.

Em termos de produtividade uma pessoa que utilize uma folha de cálculo é 50 vezes mais eficiente do que uma pessoa que utilize cálculadora. As mais conhecidas são o Excel, o Lotus e o Quattro.

Na página dos manuais pode ter acesso a um manual sobre Excel e ainda a vários exemplos de macros.

Um utilizador médio do Excel utiliza somente cerca de 13% das funcionalidades do mesmo.

Bases de dados

A existência de bases de dados armazenadas e tratadas em computadores pessoais, tem revolucionado a vida de todas as pessoas e as empresas.

As bases de dados permitem guardar grandes volumes de informação e substituiem os antigos arquivos.

O acesso à informação das bases de dados é quase instantâneo e é possível efectuar pesquisas automáticas, cálculos e contagens sobre os referidos dados.

A base de dados mais divulgada é o Access. Acima do Access em termos de robustez tem-se o SQL Server da Microsoft.

Na página dos manuais pode ter acesso a um manual sobre Access.

Para bases de dados empresariais e num patamar de preço acima as principais bases de dados são o Oracle e o Informix. O standard ODBC permite que os utilizadores se possam ligar de uma forma transparente a várias bases de dados pelo que nalgumas aplicações é possível mudar de base de dados sem afectar muito o funcionamento dos programas.

Programas gráficos

Existem vários tipos de programas gráficos, estes podem permitir efectuar desenho artístico ou técnico ou então retocar fotografias e imagens. Existem ainda programas para criar diapositivos e apresentações.

Os programas mais avançados exigem já conhecimentos técnicos e artísticos de desenho para se tirar todo o proveito deles e simulam pinceis, tintas, lápis, escantilhões e toda uma série de ferramentas.

Um dos programas mais difundidos é o CORELDRAW. Outro programa bastante usado para desenhar todo o tipo de esquemas é o Visio.

Para desenho técnico existem programas próprios sendo o mais difundido o Autocad.

Programas Multimédia

Estes programas permitem tratar imagens, sons e vídeos. São os programas que exigem mais de um computador actualmente. A compressão de imagens, sons e vídeos ou a aplicação de efeitos especiais são das tarefas que necessitam de maior poder de cálculo num computador actualmente.

Em relação ao som o formato MP3 consiste numa compressão de cerca de 10 vezes dos ficheiros de som. O formato MPEG 2 dos DVD corresponde de igual forma à compressão da imagem dos filmes num formato mais compacto. Já existem formatos mais avançados como o MPEG 4 que permite colocar um filme num CD mas estes formatos necessitam de maior poder de cálculo podendo demorar várias horas para comprimir um filme mesmo nos PC’s mais rápidos agora existentes.

Jogos

Os jogos tridimensionais e de acção é o que mais justifica a compra de um PC topo de gama. A diferença entre um jogo de PC e o cenário de um filme é cada vez menor com a diferença que num PC é tudo calculado em tempo real. Para os jogos o desempenho da placa gráfica também é muito importante.

Obras de referência e mapas

As obras de referência como enciclopédias e dicionários são das aplicações que mais tem crescido nos computadores. Basta escrever uma palavra para se ter automaticamente o seu significado ou tradução. Além disso num CD cabem qualquer coisa como

Obras como a Diciopédia da Porto Editora são excelentes de trabalhos e conseguem concentrar em poucos CD’s ou num DVD um conjunto muito vasto de informação.

Gestão de informação pessoal

Existem programas dos quais o mais conhecido é o Outlook por vir no pacote do Office que premitem fazer a gestão da informação pessoal.

Estes programas são o correspondente electrónico às agendas pessoais permitindo ter marcadas as diversas tarefas a fazer, alarmes sobre as mesmas, os contactos das pessoas e organizações com que se relaciona e ainda um conjunto de funcionalidades diversas.

No caso do Outlook, por exemplo, é possível enviar mensagens de correio electrónico, registar quando é que se esteve a trabalhar em cada documento, criar notas tipo post-it, etc.

Compiladores

Os compiladores são programas que têm a função de traduzir instruções de uma linguagem de programação para instruções que o computador compreende. Os pacotes que englobam os compiladores têm também ferramentas para desenhar ecrãs e conjuntos de funções já definidas para acelerar a elaboração de programas.

Por vezes as várias aplicações já trazem incorporados ferramentas que permitem fazer programação dentro das próprias aplicações.

As linguagens de programação mais divulgadas para computadores pessoais são o Basic, o Pascal, o Java e o C/C++.

Dois dos programas mais difundidos são o Visual Basic e o Delphi.

 

Segurança e vírus

A importância da segurança dos dados no computador aumenta com a quantidade e importância dos trabalhos elaborados ou guardados no computador.

A segurança deve ser abordada sobre várias perspectivas:

  • Segurança do computador
  • Segurança dos dados
  • Acesso à informação
  • Protecção contra vírus
  • Remoção de vírus

Existe legislação específica sobre protecção a dados e programas.

Segurança do computador

imah

Um computador pode ser roubado, danificado por inundações, incêndios, sujeito a descargas eléctricas ou outros tipos de acidentes.

O perigo de roubo é mais acentuado nos casos de portáteis porque podem ser transportados facilmente. Em locais com acesso livre é mais fácil desaparecerem peças como ratos, “chips” de memória RAM ou outros componentes de mais fácil remoção.

Para proteger o equipamento de descargas eléctricas utiliza-se equipamento de alimentação inenterrupta (UPS). Não convém colocar o computador debaixo de detectores automáticos de incêndio que possam deitar àgua.

Segurança dos dados

A segurança dos dados é muito mais importante do que a segurança do computador. É normal ter no computador meses ou anos de trabalho armazenados pelo que a sua perca equivale a várias vezes o valor do equipamento. Uma grande percentagem das empresas que tiveram grandes desastres informáticos fecharam as portas no prazo de 2 anos.

Como medidas de segurança deve-se ter cópias de segurança separadas dos programas e dos dados, de preferência num local diferente. Essas cópias devem ser actualizadas periodicamente. Pode-se efectuar essa cópia através de disquetes, CDs graváveis, discos amoviveis ou de um sistema de cassetes. É ainda possível guardar cópias na internet.

Convém ter em atenção que o equipamento tem falhas e mesmo com o aumento da sua fiabilidade é possível que as disquetes ou os discos se avariem inesperadamente pelo que convém para os dados mais importantes fazer várias cópias.

Mais importante que os problemas físicos é o factor humano: um empregado insatisfeito pode tentar destruir a informação existente na empresa, se bem que já existe legislação para punir esse tipo de crime.

Acesso à informação

O acesso à informação é um dos aspectos de segurança frequentemente desleixados e que pode trazer mais complicações às organizações.

Exemplos de informação que deve ser protegida:

  • Dados pessoais dos pacientes duma clínica.
  • Valor de propostas para concursos públicos.
  • Testes ou resultados de avaliações.

A existência de redes e comunicações aumenta a hipótese de haver pessoas do exterior a aceder a informação interna da empresa, pelo que, numa rede as restrições no acesso às informações são de particular importância.

Protecção contra vírus

imah

Para melhor se proteger convém ter uma ideia do que é um vírus e como actua.

Um vírus tem 2 fases: fase de propagação e fase de actuação. Na fase de propagação o vírus vai infectando outros ficheiros, discos e disquetes sempre que o programa ou disco onde está instalado é activado. A infecção de ficheiros pode ser, só por si, responsável pela inutilização dos mesmos mas se não for, e se conseguir detectar o vírus a tempo, pode ainda remover o vírus do computador sem problemas de maior.

Na fase de actuação, por exemplo, nas sextas-feiras 13, o vírus trata de apagar ficheiros ou inutilizar de alguma forma parte do trabalho feito.

Se o seu computador estiver isolado de todos os outros e só utilizar programas originais nunca entrará um vírus lá dentro. Ao copiar um jogo ou usar computadores que são partilhados por muitas pessoas tenha o cuidado de usar detectores de vírus.

Convém ter sempre uma disquete de arranque protegida de escrita com o sistema operativo e os programas para detectar e remover vírus. O mais conhecido é o SCAN da McAfee.

Os vírus mais recentes e que se propagam mais rapidamente são os vírus associados ao correio electrónio ao e-mail. Estes vírus actuam através do envio de mensagens electrónicas para outros computadores usando por vezes os endereços que encontra no correio. Como regra nunca abra mails com ficheiros que possam executar qualquer tipo de programa e menos ainda se não conhece quem o enviou.

Alguns vírus não estragam os ficheiros mas tornam o computador ou os sistemas de comunicação tão lentos que deixa de ser possível trabalhar.

Remoção de vírus

Se desconfia que tem um vírus no computador e quer limpá-lo saiba que o vírus pode ter infectado vários ficheiros e, além disso, pode ter afectado zonas especiais do disco.

Para combater os vírus existem programas detectores de vírus e de remoção dos vírus que, regra geral, tratam de 95% dos casos.

No caso de ter um vírus, limpe-o, pegue nas suas cópias de segurança para restaurar o seu trabalho e avise as pessoas a quem possa ter passado o vírus. Se trabalhar numa rede avise o responsável pela mesma. Se descubrir donde veio comunique também à pessoa ou entidade em questão.

Se não tiver um programa de remoção de vírus pode eliminar o vírus através da formatação das disquetes ou discos infectados. No caso de um disco isso pode não ser suficiente e pode ter que voltar a criar a tabela de partição. Em último caso apague os ficheiros infectados e use o SCANDISK e “pode ser que tenha sorte”.

Legislação

imah

A legislação existente em Portugal contempla penas de prisão para quem copiar ou usar software copiado e para quem, intencionalmente, alterar os dados existentes numa empresa. ( Decreto-Lei nº 252/94 de 20 de Outubro e Lei nº 109/91 de 17 de Agosto).

A legislação contempla ainda o acesso à informação existente em bases de dados. ( Lei nº 10/91 de 29 de Abril).

Segurança e saúde

A utilização do computador apresenta perigos para a saúde, em especial quando feita por períodos prolongados.

Para reduzir esses perigos deve-se ter em conta:

  • A implementação dos postos de trabalho.
  • O ecrã
  • As características dos vários componentes.
  • A ergonomia

Antes de se começar a trabalhar com um computador deve ser feito um exame médico oftalmológico devendo esse teste ser repetido anualmente e sempre que haja perturbações visuais.

A implementação dos postos de trabalho

imah

Para a implementação de um posto de trabalho é necessário ter especial atenção aos seguintes aspectos:

  • O espaço deve permitir mudanças de posição e movimentos de trabalho.
  • A iluminação deve ter uma intensidade suficiente, sem cintilação ou encadeamento.
  • Evitar reflexos encadeantes no ecrã colocando o computador de forma que a iluminação seja lateral.

O ecrã

imah

O ecrã que deve ter uma imagem estável, sem cintilações ou reflexos. Deve-se poder regular o contraste e o brilho do ecrã assim como a sua orientação e inclinação. O ecrã deve ser de baixa radiação, funcionar em modo não interlaçado, ter uma frequência de varrimento da imagem elevada e será conveniente utilizar filtros de ecrã. A distância ao ecrã deve ser proporcional ao tamanho deste e no mínimo 60 cm. O cimo do ecrã deve estar posicionado ligeiramente abaixo do nível dos olhos.

As cores com que se trabalha no ecrã devem fazer bom contraste sem serem muito brilhantes ou berrantes porque cansam mais a vista. É recomendável usar letras escuras em fundo claro.

Deve-se fazer um intervalo de 5 minutos ao fim de 1 hora de trabalho à frente do ecrã ou de 15 minutos ao fim de 2 horas. Nesse intervalo deve-se olhar para longe e para os lados a fim de exercitar os olhos.

As características dos vários componentes

imah

Além do ecrã deve-se ter em atenção o teclado e o mobiliário. O teclado deve ter inclinação regulável, estar dissociado do ecrã e a mesa deve possibilitar o apoio das mão e dos braços do utilizador. Estar com o braço apoiado durante horas na mesma posição pode levar a dores musculares. Existem também teclados especiais mais ergonómicos.

No caso de fazer muito trabalho com o rato poderá usar canetas ou outro tipo de dispositivos a fim de não criar tendinites.

Uma boa mesa deve ter as arestas boleadas e ter tamanho suficiente para mudar a posição do ecrã e dispôr os documentos e material acessório.

Uma boa cadeira deve ser estável, regulável em altura e as costas devem ser reguláveis em altura e inclinação.

No trabalho com documentos é útil ter um suporte de documentos para evitar movimentos desconfortáveis da cabeça e dos olhos.

Ergonomia

A ergonomia é uma ciência que estuda qual o formato do equipamento que melhor se adapta às pessoas.

A sua influência é notória na evolução da forma do equipamento. Desde as mesas e as cadeiras a novas formas propostas para o rato e para o teclado.

Além do equipamento, também o software deve ser adequado à tarefa a ser executada, de fácil utilização e adequado aos conhecimentos do utilizador. Os programas devem apresentar informações quanto ao seu modo de funcionamento num formato adequado e o utilizadores devem ter tempo e formação para dominar os conceitos elementares do programa.

Internet, comunicações e redes

As comunicações são um sector que tem evoluido muito rapidamente. Neste momento estamos numa fase de transição de se ter a maior parte das comunicações serem estabelecidas para comunicações por voz para serem de comunicações de dados.

Desde que tenha 2 computadores pode ser criada uma ligação entre eles que permita passar informação de um para o outro ou estabelecer uma comunicação entre eles.

No caso de uma organização é normal ter os computadores colocados em rede sendo possível transmitir diversa informação entre os vários computadores.

A Internet assume-se como uma rede de redes a nível mundial que permite a qualquer pessoa ligar-se e transmitir informação para qualquer dispositivo que tenha igualmente ligação à rede.

Redes com servidores

imah

Numa organização normal com vários computadores estes encontram-se ligados em rede. Para gerir esta rede existe habitualmente computadores dedicados a fazer a gestão da rede que são chamados servidores.

Os servidores correm sistemas operativos especiais os quais são normalmente versões dos outros sistemas operativos mas com mais componentes para gerir utilizadores, segurança de determinados ficheiros, partilha de recursos como sejam impressoras, etc.

Os sistemas mais utilizados em servidores é o Windows NT/2000, o Linux e várias variantes de UNIX. Um servidor pode ter clientes que correm diversos tipos de sistemas operativos havendo que nalguns casos recorrer a emuladores de terminal para aceder a servidores mais potentes ou antigos.

As bases de dados é um exemplo de aplicações que foram feitas para funcionar em rede e permite o acesso e actualização simultânea de informação por vários utilizadores.

Por exemplo, no caso da organização ter manuais de procedimentos ou de qualidade basta colocá-los na rede para ficarem disponíveis para todos os que estiverem ligados a ela e que tenham permissões para tal.

Internet

Internet é uma rede de várias redes a nível mundial e permite pesquisar informações e enviar mensagens de qualquer ponto do globo para outro, pagando só a ligação a um  servidor de internet.

A Internet consiste numa rede redundante de servidores ligados por meio das linhas telefónicas e de dadis e que vão transmitindo as mensagens entre sí até elas chegarem ao destino final.

O número de pessoas ligadas à rede em todo o mundo é na ordem das centenas de milhões e em Portugal existe mais de 1 milhão de utilizadores registados.

Os telemóveis de 3ª geração vão permitir um acesso à Internet sem necessidade de ter um computador pessoal.

Na internet é possível consultar informação sobre qualquer assunto, a partir de qualquer ponto do globo. É possível enviar mensagens para qualquer endereço de correio electrónico.

imah

A quantidade de coisas que se podem fazer e que na verdade se fazem na Internet aumenta de dia para dia. Neste momento já cerca de metade dos americanos faz compras através da Internet.

Para ter uma página na Internet necessita de ter um espaço para lojar a página. Se pretender veja em www.psantos.org\lojavárias ofertas para quem quer ter um espaço na internet.

Copyright 1999-2015 Paulo Santos | All Rights Reserved | 1000megabytes.pt